Um dos temas mais relevantes na gestão de pessoas é como motivar funcionários. Isso porque colaboradores motivados são mais produtivos, têm mais foco e alcançam resultados superiores.

empresas com empregados motivados lucram mais, apresentam um ambiente de trabalho melhor e são mais competitivas no mercado.
Um dos temas mais relevantes na gestão de pessoas é como motivar funcionários.

Além disso, empresas com empregados motivados lucram mais, apresentam um ambiente de trabalho melhor e são mais competitivas no mercado.

O grande desafio para companhias de todos os portes e segmentos é conseguir motivar funcionários que são de gerações distintas e possuem propósitos de vida diferentes. A chave do sucesso está em mesclar ações que agradam os jovens, que caem no gosto dos experientes e, claro, que conquistam ambos.

Existem muitas formas de motivar os colaboradores e (acredite!) salários altos é a menos importante delas. Por mais clichê que pareça, dinheiro não é tudo. Se o ambiente ao redor não contribuir para que as pessoas sintam prazer em trabalhar, você certamente perderá seus melhores talentos, mesmo remunerando bem.

Também não pense que apenas benefícios caros e projetos mirabolantes atraem e retêm funcionários brilhantes. Medidas simples e econômicas, que não interfiram no seu fluxo de caixa, fazem muito sucesso!

Veja 6 dicas para motivar funcionários e desenvolver ainda mais a sua empresa, quais sejam:

  • Investir no desenvolvimento dos funcionários
  • Estimular a boa gestão da equipe
  • Promover a qualidade de vida
  • Fomentar a proximidade entre os colaboradores
  • Fortalecer a comunicação interna
  • Incentivar mentoria

1. Invista no desenvolvimento das pessoas

Em relação à formação dos seus funcionários, vale tudo. Desde descontos (ou bolsas integrais) em cursos de idiomas, graduação e pós-graduação, até treinamentos internos e capacitações externas oferecidas pela empresa. É preciso checar se você possui investimento para isso e, mesmo que não haja verba, é possível efetivar convênios ou parcerias com universidades e outras instituições de ensino.

Nem sempre as aulas precisam estar diretamente relacionadas com as atividades profissionais. Estude a possibilidade de oferecer cursos mais genéricos, como “perder o medo de falar em público” e “teatro para executivos”. Em um primeiro momento, pode ser que não faça sentido para o atual cargo, mas em longo prazo você terá um talento mais completo.

2. Estimule a boa gestão de pessoas

Os colaboradores precisam se sentir pertencentes à empresa. É necessário que eles saibam a diferença que o trabalho deles faz e consigam abertura para expor novas ideias. Nesse caso, a liberdade de falar com o gestor imediato e a alta liderança é uma ótima solução. Também é interessante que tenham clareza do que é necessário para conseguirem uma promoção e alçar posições maiores.

Uma boa gestão de pessoas incentiva a cultura do diálogo e do feedback. A liderança precisa realizar, periodicamente, sessões individuais de feedback. Elogiar em público e corrigir em particular.

Aliás, a gestão precisa ser estimulada a se posicionar como liderança inspiradora e não apenas como gestores autoritários e inalcançáveis. Além disso, é preciso ser mais estratégico e direcionar as energias para atividades relevantes para o negócio. Utilize tecnologias como softwares de gestão para otimizar processos e realizar atividades extremamente operacionais.

3. Promova a qualidade de vida

Caso tenha verba para implantar um programa de qualidade de vida, vale o investimento. Porém, mesmo sem orçamento, é possível realizar ações que incentivem hábitos mais saudáveis. Forme grupos de corrida, caminhada ou bikers, feche parceria com academias e restaurantes fitness, procure o que o plano de saúde oferece a mais: palestras, workshops etc.

O próprio escritório pode ser um ambiente agradável para trabalhar com qualidade de vida. Implante ginástica laboral ou meditação, ofereça frutas da estação e monte um espaço de lazer ou descanso.

Além disso, estude a viabilidade de implementar o home office, horários flexíveis e bonificar metas alcançadas com folgas.

4. Aproxime a equipe

Com o incentivo de uma boa gestão de pessoas e a promoção de ações de qualidade de vida, muito provavelmente a equipe se tornará mais próxima. Mas é possível dar um empurrão e estimular que almocem juntos e que todos participem de happy hours despretensiosos. São excelentes momentos para conhecer o que fazem fora do trabalho, do que gostam, enfim…

Se houver verba, é possível implantar ações e treinamentos que promovam a integração da equipe. No mercado, há projetos que combinam com os mais variados bolsos e gostos.

A liderança pode promover reuniões e dinâmicas para que a equipe se conheça melhor. Você também pode se posicionar de maneira mais próxima de seus liderados no dia a dia: almoce, dê carona, mostre-se interessado e bom ouvinte.

5. Fortaleça a comunicação interna

Realizar uma comunicação clara e direta enfraquece qualquer tentativa de se espalhar boatos que desmotivem os funcionários. Por isso, implante canais de comunicação interna que mais combinem com a cultura da empresa e o perfil dos empregados. Podem ser jornais, redes sociais, murais, intranet, TV ou WhatsApp corporativos. Não interessa qual será a ferramenta, o importante é que comuniquem com objetividade o que for preciso.

A comunicação interna deve informar qual é a visão da empresa e quais são os seus objetivos a curto, médio e longo prazo. Também precisa comunicar e incentivar as ações de qualidade de vida, além de reconhecer os funcionários que mais se destacaram. São inúmeras as possibilidades da comunicação com empregados.

Afinal, colaboradores informados são mais produtivos, engajados e motivados. Manter as equipes informadas sobre os desafios e os resultados que precisam ser alcançados fortalece a confiança tanto entre líderes e liderados quanto na própria companhia.

6. Incentive a “mentoria”

Os gestores (e você mesmo) podem ser, além de líderes, verdadeiros mentores. Preocupe-se, genuinamente, com o desenvolvimento da carreira de seus funcionários. Indique cursos, livros, sites e demais fontes de conhecimento.

Estimule o aprendizado constante de todos os colaboradores, mesmo os seniores. Sempre há algo a mais para aprender e ensinar. Promova avaliações e desafios, incentive a criatividade e premie os melhores. O reconhecimento, nem que seja com algo simbólico, motiva e estimula sempre a superação.

Enfim, investir em pessoas e em relacionamentos é a receita para motivar funcionários. Essa iniciativa aumenta os lucros, sem colocar a saúde financeira de sua empresa em risco. Os diferenciais de uma empresa de sucesso não são apenas seus produtos ou serviços, mas as pessoas que fazem dela única.

Gostou do artigo sobre como motivar funcionários? Compartilhe-o nas redes sociais para que mais pessoas deem dicas e enriqueçam essa discussão!

Escreva um comentário

Pin It