Em um mercado cada vez mais competitivo e com consumidores exigentes, as empresas buscam por estratégias que aumentem as vendas, a produtividade da equipe e a fidelização dos consumidores.

Treinamento de funcionários

Conquistar todos esses objetivos não é uma tarefa fácil, já que envolve diversos fatores. Mas há um aspecto que pode ser aprimorado pelas companhias e que contribuirá efetivamente para a conquista de todas essas metas: o treinamento de funcionários.

Os colaboradores estão presentes nos processos de vendas, de produção e de fidelização. Quanto melhor treinados, preparados e atualizados eles forem, melhores serão os resultados alcançados por eles em todos os departamentos. Um time capacitado é essencial para o sucesso de qualquer corporação e, por isso, o treinamento de funcionários vem se tornando uma prática cada vez mais valorizada no ambiente empresarial.

Atualmente, há diversas maneiras de oferecer treinamentos ao time de colaboradores — por meio de opções on-line ou presenciais. Além de proporcionar ganhos à empresa, essas capacitações ajudam a motivar os profissionais, contribuindo para o seu bem-estar dentro da companhia e estimulando-os a dar melhor de si no dia a dia.

Se você está pensando em fazer treinamentos de funcionários na sua empresa, não deixe de conferir as 6 dicas que listamos neste artigo.

1. Defina os objetivos das capacitações

Antes de iniciar qualquer tipo de treinamento de funcionários, os gestores precisam planejar bem os objetivos da formação. Não adianta oferecer, por exemplo, um workshop cujo tema principal não tem nada a ver com o dia a dia dos colaboradores.

É essencial identificar os motivos que levaram a companhia a pensar em fazer uma capacitação. Algumas perguntas ajudam os gestores durante o planejamento da formação. São elas:

  • O treinamento é para um fim pontual, como quando um ou mais funcionários apresentam dificuldades em determinadas áreas?
  • O foco é apresentar para o coletivo um novo conceito da empresa?
  • A formação tem como objetivo treinar o time para utilizar uma nova ferramenta?
  • A capacitação vai atuar como uma reciclagem para os colaboradores?

Depois de responder essas questões, os empreendedores vão conseguir traçar um planejamento dos treinamentos previstos para serem realizados durante o ano, fazendo adequações caso seja necessário.

2. Identifique as fraquezas da equipe

Mesmo com os objetivos gerais apresentados acima, é interessante que os gestores observem e identifiquem também as fraquezas apresentadas pela equipe durante a rotina de trabalho, pois essa análise é essencial para projetar novos treinamentos.

Para isso, é importante, além do acompanhamento diário, revisitar relatórios de metas, histórico de reclamações e avaliações de desempenho. Essas informações devem ser compartilhadas com a equipe de Recursos Humanos da empresa. Assim, é possível direcionar a capacitação para os aspectos que precisam ser potencializados pelo time.

3. Invista na educação corporativa

Após definir os objetivos das capacitações e identificar as fraquezas do time, as empresas precisam escolher a melhor maneira de aplicar esses conteúdos. A educação corporativa vem sendo uma prática adotada por inúmeras empresas, independentemente do segmento ou do porte. Focada na gestão de pessoas, ela tem como meta promover o desenvolvimento dos funcionários, a gestão do conhecimento e o crescimento da corporação.

Essa modalidade de formação se diferencia das demais porque não oferece cursos avulsos com objetivos específicos. Pelo contrário: reúne um conjunto de ações que estimula o desenvolvimento do time em consonância com os objetivos macro da companhia, incentivando processos de inovação e a melhoria contínua da empresa e dos colaboradores.

Ao adotar um plano de educação corporativa — muitas vezes adquirido por meio de empresas parceiras especializadas nesse segmento —, as companhias podem optar por realizar o treinamento de funcionários dentro do próprio ambiente de trabalho — como nas salas de reunião — ou nas modalidades a distância ou semipresencial. A escolha da modalidade deve levar em conta os custos e também o perfil dos colaboradores.

4. Potencialize habilidades específicas

Também realizados no ambiente de trabalho, os treinamentos em serviço têm como foco o desenvolvimento de habilidades específicas, como o aprimoramento de técnicas utilizadas no dia a dia pelos funcionários.

Por ser um tipo de treinamento bem próximo da realidade da equipe, a motivação em aprender é ainda maior, principalmente quando realizado durante o período de experiência do profissional na empresa.

Essa capacitação é bastante comum nas indústrias e também no varejo. A principal vantagem do treinamento em serviço é a chance do funcionário aprender na prática tudo o que ele vivenciará na sua rotina. Porém, é preciso que o colaborador mantenha o foco durante todo o processo para não perder nenhum ponto importante.

Os gestores também devem acompanhar o treinamento em serviço para dar o suporte necessário ao funcionário e não “jogá-lo na fogueira”, pois é na prática que ele encontrará as suas primeiras dúvidas sobre o trabalho.

5. Adote programas de desenvolvimento de pessoas

Dentro de uma empresa, há pessoas com perfis e habilidades distintas. É comum ter colaboradores com facilidades em cálculos e outros em tecnologia, por exemplo. Diante dessa diversidade, é interessante que as empresas realizem programas de desenvolvimento a fim de incentivar as habilidades individuais.

Essa modalidade de treinamento de funcionários é uma maneira de criar um vínculo de confiança da empresa com os colaboradores, ajudando, também, no acompanhamento do progresso de funcionários e na identificação e valorização de talentos internos

Além disso, esses programas proporcionam resultados positivos para ambas as partes. Os colaboradores, por exemplo, têm a oportunidade de desenvolver o seu talento com o apoio da empresa; já o negócio ganha mais produtividade por contar com um time motivado para oferecer o seu melhor nas tarefas diárias.

6. Seja um exemplo para o seu time

Como vimos no decorrer do artigo, há várias maneiras de promover o treinamento de funcionários na sua empresa. Porém, é importante valorizar um modo simples, mas muito eficiente de motivar a equipe de colaboradores: o exemplo.

Não adianta realizar uma série de capacitações na empresa se os próprios gestores não forem exemplos para os seus funcionários.

Sendo assim, é interessante que supervisores, coordenadores e gerentes encontrem um espaço nas suas concorridas agendas para acompanhar um treinamento na empresa. Além disso, é imprescindível que eles tenham conhecimento dessas formações, mesmo que não possam estar presentes.

Por fim, é fundamental que a equipe gestora mostre, no dia a dia, a importância de seguir os conceitos adotados pela companhia e as boas práticas de relacionamento — temas recorrentes em treinamentos empresariais.

Agora que você já conferiu as principais dicas para fazer o treinamento de funcionários na sua empresa, compartilhe este artigo nas redes sociais e ajude outras pessoas que também buscam dicas de como capacitar seus colaboradores!