A consultoria jurídica é algo muito importante para empresas em crescimento, aqui explicamos um pouco sobre os pontos chave deste assunto.

Consultoria jurídica

Um dos grandes erros cometidos pelos pequenos empresários é pensar que a consultoria jurídica só deve ser contratada quando já há algum problema jurídico instalado, e, assim, resolvê-lo. A falta de planejamento é a grande causa do fechamento das pequenas empresas já nos primeiros meses de atividade.

Hoje em dia, as relações empresariais rapidamente se alteram de forma que as empresas conscientes já possuem escritórios de advocacia no seu quadro de pessoal. Isso acontece porque é extremamente importante se antecipar em relação às decisões que serão tomadas no decorrer das operações financeiras diárias.

O profissional especializado nessa área é de grande auxílio para evitar futuros problemas com a justiça, situação extremamente chata para qualquer um. Como sabemos, o ramo empresarial é extremamente cruel com aqueles que não se antecipam em relação às decisões tomadas e aos problemas que, porventura, possam aparecer.

Por esse motivo, é sempre importante estar preparado para qualquer tipo de situação que tenha envolvimento com a justiça, pois ela é extremamente morosa, ou seja, a maior parte das questões que chega até lá tende a demorar muitos anos para ser resolvida. E ninguém quer ter o nome da sua empresa vinculado a algum processo judicial, não é mesmo?

Assim, demonstramos aqui a importância da consultoria jurídica para pequenas empresas e qual é o momento ideal para contratá-la. Ficou curioso? Confira!

Como uma consultoria jurídica pode me ajudar?

Primeiramente devemos entender o que um consultor jurídico faz. Ele é o profissional que se formou em Direito e prestará informações acerca das lei brasileiras. É ele quem manterá a empresa sempre atualizada acerca das mudanças que sempre ocorrem no ordenamento jurídico aplicável ao setor em que a pequena empresa atua. Geralmente é um advogado especializado em Direito Empresarial.

Como já foi dito, ele tem um papel muito mais preventivo e protetivo, pois é ele quem vai ser o responsável por analisar a legislação brasileira e observar o que se aplica à empresa, bem como aquilo que pode beneficiá-la no desenvolver das suas atividades diárias.

Atividades no campo da arbitragem, recuperação empresarial, financiamentos e planejamento negocial estão entre as que são desenvolvidas por esse profissional junto à empresa.

É imprescindível resguardar o empreendedor quanto à regularidade das suas atividades. E quando falamos em regularidade, estamos nos referindo a todos os setores da sociedade empresária, como contratos de prestação de serviço, direitos e deveres dos funcionários definidos nos contratos de trabalho, normas aplicáveis à atividade-fim empresarial, análise de prazos, acompanhamento e aconselhamento sobre licitações, dentre outros.

Quando contratar a consultoria jurídica?

A consultoria jurídica também é conhecida como advocacia preventiva, pois o seu objetivo principal é resguardar a empresa antes de qualquer trâmite na justiça. Por isso, o ideal é que toda empresa já possua consultores jurídicos no seu quadro de funcionários desde o início do seu funcionamento. Afinal, as atividades empresariais estarão protegidas e devidamente legais desde o seu princípio.

Deixar para contratar uma consultoria jurídica quando surgirem problemas não é a melhor atitude, e geralmente acarreta muito mais gastos para a empresa do que se essa atitude fosse tomada anteriormente.

O advogado vai auxiliar os administradores no planejamento empresarial e na antecipação de possíveis riscos da atividade empresarial, afinal, ele também possui vasto conhecimento nessa área do Direito.

É sempre bom pensar que estamos resguardados de demandas judiciais futuras, por isso, investir em profissionais qualificados é a grande sacada dos empresários.

A função de um profissional do direito não é mais apenas resolver problemas, mas, principalmente, evitá-los. E no mercado empresarial, sempre sai na frente aquele que se antecipa em relação aos concorrentes.

Qual é o custo-benefício?

Quando uma empresa opta por contratar os serviços de um advogado preventivamente, ela estará se precavendo e, ao mesmo tempo, fazendo uma economia no seu orçamento futuro. Isso porque a consultoria jurídica contribui significativamente para a redução de gastos com questões relativas a processos judiciais devido a irregularidades jurídicas — o que acaba se tornando um grande benefício se observarmos que as chances de uma empresa sem assessoria jurídica ter problemas com a justiça são imensas.

O profissional do Direito será o responsável por avaliar se há algo irregular ou ilegal dentro da atividade empresarial. Diante disso, ele providenciará a comunicação ao administrador para que a situação se regularize e sejam evitados gastos futuros com essas questões já mencionadas.

Além dos processos judiciais altamente dispendiosos, há a possibilidade de recebimento de multas por causa de alguma irregularidade na empresa. Isso pode ser devidamente evitado caso haja um auxílio adequado do consultor jurídico para com o empresário e seus empregados.

Um outro benefício é a segurança que a empresa tende a fornecer aos seus próprios empregados e futuros clientes. É sempre bom passar a imagem de uma empresa séria e que se preocupa com as consequências dos seus atos.

Qual é a influência da assessoria jurídica no crescimento do pequeno empresário?

Como já dissemos, o trabalho preventivo acaba por minimizar — ou ainda acabar — com os gastos advindos de processos judiciais. Esse é o grande trunfo dos empresários para que a atividade cresça no mercado e frente às outras empresas. Isso porque, quando se economiza em algum setor, é possível investir em outro, fazendo com que a empresa cresça cada dia mais — e de forma totalmente segura.

O erro dos pequenos empresários é justamente não pensar nessa parte do planejamento, uma vez que tendem a considerar que esse serviço é desnecessário nas pequenas empresas.

Mesmo depois de tudo o que foi dito, não é demais reafirmar que ter sempre um planejamento de todos os passos a serem seguidos é imprescindível para que haja desenvolvimento da sociedade empresária.

O mercado capitalista é como um jogo de xadrez, no qual é sempre bom estar um passo à frente dos demais jogadores. Diante disso, fica a opção quanto aos benefícios da contratação de um serviço de consultoria jurídica ou o risco da existência de diversos gastos futuros. Por qual você optará?

Gostou das nossas dicas sobre a consultoria jurídica para pequenas empresas? Então compartilhe este post nas redes sociais!