Todo empreendedor desejar ver sua empresa crescer, não é mesmo? No entanto, encontrar a fonte de financiamento adequada para esse processo de expansão ainda é uma questão que tira o sono de muitos deles.

Existem alguns mitos sobre o empréstimo empresarial que confundem e geram insegurança até mesmo em empresários bem-sucedidos. A proposta deste post é justamente desmistificar algumas dessas premissas e, com isso, ajudá-lo a conhecer melhor o tema.

Você verá que, com os conhecimentos corretos e coragem para crescer, sua empresa alcançará o sucesso! Ficou curioso? Então continue a leitura do post e saiba mais!

1. Contrair dívidas significa que a empresa está indo mal

O primeiro grande mito que permeia a contratação de um empréstimo empresarial é a falsa noção de que isso significa que a empresa está passando por dificuldades financeiras. Apesar de negócios em dificuldades – seja financeira ou não – recorrerem bastante aos empréstimos, essa não é a única finalidade para buscar capital de terceiros no mundo empresarial.

Mesmo empresas com bom faturamento e estáveis, em algum momento precisam dar um passo a mais, seja para se manterem competitivas ou para alcançar novos horizontes. Portanto, contrair um empréstimo não pode ser associado de forma direta ao fato da empresa está indo mal.

Cada gestor analisa o porquê de buscar um empréstimo empresarial e o seu motivo pode ser justamente estar obtendo bons resultados, o que o incentiva a crescer e a conquistar novos mercados.

2. O custo do capital de terceiros é maior

Uma das maiores dúvidas de um empresário se dá no momento de escolher utilizar o seu próprio capital ou o de terceiros para financiar sua expansão. Embora à primeira vista o capital de terceiros possa parecer mais caro, ao final ele é mais seguro e barato.

Isso acontece devido ao fato do capital do empresário ser limitado, ilíquido e escasso, além de não contar com certos benefícios fiscais. Utilizá-lo pode representar um grande risco, pois é preciso encontrar um equilíbrio entre esses dois recursos, reduzindo a possibilidade de falência.

Além disso, durante muito tempo os empresários só podiam recorrer aos bancos quando precisavam de investimentos para seu negócio. Esse hábito acabou favorecendo a falsa ideia de que o custo do capital de uma pessoa física é maior que o bancário.

Se você ainda tem essa falsa impressão, saiba que está errado! A lógica é muito simples: no nosso país, as instituições bancárias são as maiores responsáveis por reter e lucrar com nosso dinheiro. É com isso que elas sobrevivem e conquistam mensalmente lucros exorbitantes.

De outro modo, um investidor pessoa física é alguém interessado em conquistar um bom rendimento, longe das altas taxas bancárias que fazem com que ele ganhe menos do que devia. Assim, o capital de terceiro é, sem dúvidas, mais barato e gera benefícios para as duas partes envolvidas.

Basta você se perguntar: o que é mais barato, pegar dinheiro emprestado com o banco ou com um amigo? A resposta é simples, não é mesmo?

3. O empréstimo empresarial online não é confiável

Esse é mais um mito que tem relação com a cultura de empréstimos bancários que reinou sozinha por muitos anos no nosso país. O empréstimo online, por ser algo inovador e relativamente recente, pode causar uma certa desconfiança, que logo é superada.

Aqueles que apostam nessas plataformas logo percebem que há total segurança no procedimento, não existindo qualquer risco para os empresários e investidores. Aliás, é preciso ressaltar que além de segura, a transação é mais rápida, fácil e menos burocrática.

Trata-se de uma modalidade confiável e que está possibilitando aos empresários de todo o país a conquista do capital necessário para expandirem suas atividades e, assim, conquistarem resultados ainda melhores nas suas empresas.

4. Ao pesquisar o empréstimo ideal, as taxas de juros são o quesito mais relevante

Esse mito também é um erro corriqueiro de empresários que recorrem aos empréstimos, seja para salvarem seus negócios de uma crise ou para iniciar um processo de crescimento. Afinal, com tanta variedade disponível no mercado, eles começam a avaliar e comparar apenas as taxas de juros das opções pesquisadas.

Aqui encontramos uma falha grave e que pode representar um grande prejuízo ao negócio. Ora, é preciso analisar, além das taxas de juros, o CET (Custo Efetivo Total) da sua contratação. Em alguns casos, as taxas de juros em uma modalidade podem ser maiores, mas o custo total menor.

Isso acontece principalmente em empréstimos bancários, em que as instituições acrescentam inúmeras taxas e custos extras que elevam sobremaneira o custo total do financiamento. Ou seja, os juros não são a única premissa a ser analisada: é preciso ficar de olho no CET.

5. É melhor ter controle do negócio do que crescer

Esse é um mito que impede muitos empreendedores de conquistarem o sucesso e está relacionado ao medo de perder o controle do seu negócio. Isso porque os empresários têm a falsa impressão que, ao contrair um empréstimo, necessariamente perderão o controle de sua empresa.

Muitos empreendedores acreditam que o empréstimo faz com que eles adquiram um sócio oculto que terá poderes sobre suas ações, o que nem sempre é verdade, pois existem modalidades de empréstimos — empréstimos coletivos, por exemplo — que não geram esse tipo de interação.

Em resumo, com a evolução do mercado e das modalidades de empréstimos empresariais, o empreendedor de hoje não está preso a essa dicotomia. Ele pode conquistar capital para crescer sem perder o controle de sua empresa, basta apostar na transação correta.

Chegamos ao fim deste post, e como prometido, nós lhe apresentamos alguns dos maiores mitos que permeiam os empréstimos empresariais. Como você viu, são apenas falsas noções que podem atrapalhá-lo a conquistar seus objetivos como empresário e retardar o crescimento do seu negócio. Portanto, agora que você já sabe que todas essas afirmações são apenas mitos, siga em frente rumo ao crescimento empresarial!

Antes disso, que tal ler um pouco mais sobre o assunto? Aprenda agora sobre a necessidade do capital de giro para a saúde do seu negócio!

Escreva um comentário

Pin It