Quase sempre um empréstimo ou financiamento bem planejado pode ser a solução para questões diárias, que acabam atrapalhando os planos de crescimento.

Empréstimo ou financiamento?
Compreenda as diferenças e decida qual é a melhor opção para sua empresa.

Empresários que estão expandindo seus negócios enfrentam, diariamente, inúmeros problemas, e muitos deles poderiam ser resolvidos tendo mais dinheiro para investir nas suas empresas.

No entanto, muitos empreendedores não sabem que existem algumas diferenças entre empréstimo e financiamento. Assim, acabam tomando dinheiro emprestado sem entender qual das duas opções atenderá de maneira satisfatória as necessidades financeiras de sua empresa.

Para lhe ajudar a compreender as diferenças entre eles e decidir qual é a melhor opção para sua empresa, neste post fizemos uma comparação entre empréstimo e financiamento. Assim, ao final da leitura você será capaz de fazer a escolha mais adequada para as necessidades financeiras de sua empresa. Confira!

Empréstimo coletivo

Antes de começarmos o comparativo entre empréstimo e financiamento, vamos situar você sobre o tipo de empréstimo do qual estamos falando neste post. Assim você não se confundirá com os termos utilizados ao longo do texto.

Empréstimo coletivo — em inglês peer to peer lending e, traduzido para o português, empréstimo de ponta a ponta — é a modalidade de empréstimo feita por meio de plataformas on-line, que oferecem mais agilidade, taxas de juros bem abaixo das praticadas nos empréstimos convencionais e envolvem menos burocracia no processo.

O empréstimo coletivo é uma alternativa relativamente nova, em que as empresas potenciais pedem dinheiro emprestado diretamente aos investidores — e não por meio de instituições financeiras.

A principal diferença

A primeira coisa que você precisa saber antes de escolher entre um empréstimo e um financiamento é que o dinheiro do empréstimo não precisa ter um propósito específico, já o financiamento sim.

O empréstimo pode ser utilizado para qualquer finalidade e sem data específica, portanto se aplica a inúmeras soluções para as quais sua empresa necessite de dinheiro. No entanto, o financiamento só pode ser realizado para aquisição de bens específicos. Por exemplo: o financiamento se aplica a imóveis, automóveis, cursos etc. Por outro lado, o empréstimo se estende a inúmeras utilizações, o que o torna muito mais amplo.

Então, se você precisa investir em compra de equipamentos e material de trabalho ou em infraestrutura (expansão de espaço físico), por exemplo, mas não quer especificar quando o dinheiro será utilizado, um empréstimo é ideal.

Ao tomar um empréstimo, sua empresa não precisa especificar a finalidade do dinheiro e nem mesmo quando vai utilizá-lo. Quando os investidores concedem um empréstimo, eles simplesmente o fazem em troca do pagamento de juros, sem exigir que o empreendedor justifique a solicitação.

Caso sua empresa precise de dinheiro com destinação certa — apenas para adquirir maquinário, automóveis, imóveis, outros bens ou serviços específicos —, você pode recorrer a um financiamento. Isso se deve ao fato de um financiamento precisar de uma finalidade específica e o contrato ser direcionado para o bem ou o serviço em questão.

Atualmente existem financiamentos empresariais para inúmeras finalidades, tais como financiamento de obras e reformas, de compra de equipamentos e para a aquisição de bens (como imóveis ou veículos) e até mesmo o financiamento de serviços.

Nível de burocracia

O processo de concessão de empréstimo envolve menos burocracia, uma vez que a plataforma de empréstimos coletivos não exige que sua empresa informe a finalidade do dinheiro. Assim, a análise de crédito é mais simplificada.

Já para que sua empresa consiga um financiamento, o nível de burocracia é bem mais alto. O processo passa por uma análise complexa, em que tudo deve ser muito mais detalhado e, como foi dito, o bem que está sendo adquirido especificado no contrato.

Limite de valores

O limite do valor do empréstimo concedido é baseado em uma análise de risco de crédito feita pelo perfil de ambos, da empresa e do empreendedor. Essa análise se baseia na comprovação de renda, na capacidade de endividamento e na comprovação de bens.

No financiamento, o limite de valor geralmente é maior em relação ao concedido nos empréstimos. Porém, a análise de crédito é bem mais complexa e detalhada. Dentre os documentos que a instituição exigirá, também podem estar incluídos a demonstração de resultado do exercício e o balanço patrimonial dos 3 últimos anos.

Taxas de juros

As taxas de juros envolvidas em empréstimos convencionais são mais altas, uma vez que envolvem mais riscos para as instituições financeiras. Há de se considerar que elas não pedem justificava e nem o destino do dinheiro concedido.

Além disso, tais instituições aprovam esse tipo de crédito mais facilmente. No entanto, apesar de ainda serem maiores que as taxas de financiamento, elas saem bem menores em empréstimos coletivos.

Por sua vez, quando uma financeira firma um contrato de financiamento, ela possui mais garantias. Isso deve-se à complexidade envolvida no processo e por ela ter o direito de confiscar o bem que foi financiado caso sua empresa não cumpra com o pagamento. Assim, esse tipo de operação de crédito envolve taxas de juros mais baixas.

Empréstimo coletivo vs. convencional

Muitos problemas estão sendo corrigidos com o lançamento de plataformas de empréstimo coletivo devido a sua abordagem inovadora de financiamento alternativo, porém confiável.

Obter um empréstimo pessoal convencional pode demorar dias ou até semanas, as verificações de crédito afetam sua pontuação de crédito para transações futuras e as taxas de juros deixam grandes buracos em seus bolsos.

Há uma grande diferença entre o que as instituições financeiras convencionais gastam em sua aprovação de empréstimos comparado a uma plataforma de empréstimos coletivos. As primeiras precisam cobrir uma ampla gama de custos, como papelada envolvida nas transações, funcionários altamente remunerados e custos de infraestrutura.

Uma plataforma de empréstimos coletivos precisa investir menos da metade do que as instituições convencionais investem anualmente em todas essas coisas. Portanto, as plataformas de empréstimo são capazes de ajudar aqueles empreendedores que não podem e não estão dispostos a pagar as taxas de juros e os custos de um empréstimo convencional.

Muitas empresas pelo país sofrem com a escassez de crédito. O apoio das instituições financeiras convencionais não é suficiente nem satisfatório. E, sem crédito facilmente acessível, os empreendedores não conseguem crescer, pois muitas empresas simplesmente não conseguem sobreviver sem uma linha de crédito adequada.

O resultado disso é que a economia do setor empresarial depende, em grande parte, da disposição das instituições financeiras em conceder empréstimo. O empréstimo de ponta a ponta fornece uma alternativa vital e pode ajudar as empresas concedendo o dinheiro necessário para alavancarem seus negócios.

Conseguiu definir entre empréstimo ou financiamento o que é melhor para a sua empresa? Quer saber como essa alternativa de empréstimo pode ajudar ainda mais seus negócios? Conheça então as 7 maneiras de expandir sua empresa a partir de um empréstimo on-line!

Write A Comment

Pin It