O ciclo financeiro é um dos instrumentos mais importantes para avaliar a situação econômica do negócio.

Quer saber como esse ciclo pode ajudar a melhorar a gestão da sua empresa? Continue lendo e descubra!

Entenda o que é ciclo financeiro e descubra por que ele é essencial para a saúde financeira do negócio.

Esse indicador permite que gestores das áreas financeira, comercial e de compras tomem decisões com melhor embasamento. Dessa forma, conseguem dimensionar adequadamente custos e riscos e estabelecem políticas otimizadas de prazos e descontos.

Quer saber como esse ciclo pode ajudar a melhorar a gestão da sua empresa? Continue lendo e descubra!

O que é ciclo financeiro?

O ciclo financeiro, conhecido também como ciclo do caixa, refere-se ao intervalo de tempo entre a data de pagamento aos fornecedores pela aquisição de mercadorias, ou insumos, e a data de recebimento dos consumidores pelas vendas.

Basicamente, começa a ser calculado na hora da compra de matérias-primas, caso das indústrias, ou produtos acabados, situação do comércio. É nesse momento que a empresa negocia o período de tempo necessário para o pagamento dos bens. Essa data é usada para a mensuração do processo todo.

O ciclo prossegue com a conversão dos insumos em produtos prontos – na indústria –, que vão para os estoques. No caso do comércio, eles vão direto para a armazenagem.

Depois, eles são vendidos, ou seja, temos o início do processo de Contas a Receber. Assim que os consumidores pagam, o dinheiro entra no caixa da empresa e se encerra o ciclo financeiro.

Conforme o poder de negociação da empresa, esse ciclo pode ser maior ou menor – caso ela consiga pedir prazos prolongados de pagamento.

Qual é a sua aplicação na empresa?

O ciclo financeiro é aplicado para o cálculo e mensuração do tempo, geralmente em dias, que a empresa precisa para:

  • produzir seus produtos;
  • comercializar seu estoque;
  • coletar os recebíveis
  • quitar suas obrigações com fornecedores.

O ciclo financeiro possibilita à empresa entender qual o tempo médio em que ela converte seus estoques em vendas. Também permite analisar o prazo em que ela transforma vendas em dinheiro e o tempo para pagar fornecedores pelos bens/serviços.

O ciclo financeiro se torna “defasado” em relação ao ciclo de produção. Isso porque o movimento de dinheiro acontece em períodos subsequentes aos da aquisição de insumos/produtos e venda dos itens prontos.

Qual é a importância do ciclo financeiro para a empresa?

O ciclo financeiro permite que o empreendedor obtenha informações importantes para organizar seu fluxo de caixa de modo adequado. Também auxilia no planejamento de uma política de compras e vendas mais condizente com a situação econômica do negócio.

Às vezes, ele está interessado em pagar menos pelo insumo e comercializar pelo valor máximo possível. Para isso, estica os parcelamentos aos clientes, mas acaba esquecendo de negociar prazos de pagamento mais longos com seu fornecedor.

Tal aspecto pode gerar desequilíbrios financeiros graves. Por exemplo, a empresa ficará sem capital para quitar as contas, já que os recebimentos são mais tardios.

Aliás, essa pode ser a diferença entre uma organização com baixo faturamento, mas rentável, e uma com faturamento elevado, porém com prejuízos mensais.

O ciclo financeiro também ajuda gestores em negócios sazonais. Isso porque, neles, as aquisições de insumos e serviços, produção, estocagem e vendas não acontecem regularmente todo mês. Ou seja, esse ciclo pode variar muito. O que, de certo modo, ajuda a entender em quais momentos as compras aumentam, e provocam a elevação do índice, e quando os recebimentos vão pelo mesmo caminho, diminuindo o ciclo.

Vale destacar que uma diminuição grande das vendas é capaz de afetar seriamente o ciclo financeiro. Tal fato se deve ao aumento do número de dias que a organização demora para transformar seu estoque em vendas, contas a receber e em dinheiro. Consequentemente, quanto mais tempo os produtos ficam armazenados, mais o ciclo se alonga.

Entender seu ciclo financeiro é vital para o negócio superar eventos que tragam grandes desafios. Por exemplo, uma alta inflacionária, uma recessão econômica, entre outros.

Quais ciclos se relacionam com o ciclo financeiro?

O ciclo financeiro tem relação direta com os ciclos econômico e operacional. Veja melhor o que significa cada um:

Ciclo econômico

Ciclo econômico corresponde ao período médio que a empresa leva para produzir e comercializar um bem. Ele começa a ser calculado do instante da aquisição do insumo/mercadoria e vai até a conclusão da venda. Vale mencionar que ele não inclui o recebimento pelo produto.

Na indústria, ele inclui o tempo de produção e armazenagem do produto. No comércio, ele geralmente é igual ao PME (Prazo Médio de Estocagem).

Para obtê-lo, basta registrar o dia da compra do insumo/mercadoria e o dia da venda. Por exemplo, se você compra todo dia 10 uma determinada quantia de itens e os vende no dia 20, seu ciclo econômico será de 10 dias (20-10).

Ciclo operacional

Ciclo operacional é geralmente mais amplo do que o econômico, exceto se as vendas forem à vista. Nesse caso, eles podem ser iguais.

Esse ciclo envolve a data de aquisição de um bem até a data de recebimento pela sua comercialização. Por exemplo, se você compra todo dia 10, vende no dia 20 e tem um Prazo Médio de Recebimento (PMR) de 10 dias, sua conta fica assim:

  • 10 dias de ciclo econômico (dia da compra – dia da venda) + 10 dias de Prazo Médio para Recebimentos = 20 dias de ciclo operacional.

Que informações considerar nessa análise e como calculá-la?

Para calcular o ciclo financeiro, você precisa anotar apenas dois itens: a data de pagamento aos fornecedores pelas aquisições e a data de recebimento pelas vendas. A diferença entre elas será o seu ciclo financeiro.

Para entender melhor, prossigamos com o exemplo acima. Se você compra no dia 10 e recebe em média 15 dias para pagar pelas compras, sua conta fica assim:

  • ciclo financeiro: 20 dias de ciclo operacional (já engloba data de aquisição, data da venda e data de recebimento) – 15 dias de Prazo Médio de Pagamento (PMP);
  • ciclo financeiro = 5 dias.

O ciclo financeiro será de 5 dias, o que não é bom para essa empresa. Isso porque ela deverá pagar ao fornecedor pelas compras em média 5 dias antes de receber, devendo encontrar outras formas de obter recursos para isso, como empréstimos ou aportes de capital.

De outra forma, apresentará dificuldades financeiras, a menos que renegocie prazos com os fornecedores.

Como visto acima, o fator “tempo” tem grande importância dentro desse ciclo. Entendendo bem os períodos de entradas e saídas de recursos, a empresa poderá organizar melhor seu caixa. Consequentemente, obterá uma gestão econômica mais eficaz.

Agora que você já aprendeu mais sobre o que é e para que serve o ciclo financeiro, que tal descobrir como a antecipação de recebíveis é capaz de aperfeiçoar a administração do seu negócio?