Saldo negativo é o pesadelo de muitos empreendedores. Ficar no vermelho nunca é um bom sinal, mas também não é motivo para pânico!

Informado-se corretamente sobre as soluções possíveis para resolver esse problema e planejando bem as finanças da sua empresa, será mais fácil do que você imagina manter as contas equilibradas!

Neste artigo, você vai entender melhor o que é o saldo negativo e como você pode sair dessa situação de maneira segura e responsável! Ler artigos como este já é um bom começo e prova seu interesse em estar à frente de uma empresa cada vez mais bem-sucedida!

O que é saldo negativo?

O saldo negativo indica que os pagamentos que a empresa precisa realizar estão superiores aos seus recebimentos. Na prática, isso quer dizer que ela está gastando mais do que fatura. Isso não indica necessariamente que há excesso de gastos, também pode apontar que o faturamento não está bom.

Ainda que seja uma empresa preocupada em gastar apenas o mínimo necessário, as vendas podem estar ruins, por exemplo, o que eventualmente gera um saldo negativo. O contrário também é possível: caso em que as vendas estejam relativamente bem, mas os gastos superem o valor que elas representam no caixa.

Nas situações mais graves, o saldo negativo pode até levar a empresa à falência. Mas ele não é motivo para desespero! Existem maneiras de resolver a situação, e você vai aprendê-las ao longo deste artigo!

Por que minha empresa não vende?

O saldo negativo pode ser resultado de contabilidade desorganizada e excesso de gastos na empresa. Mas, muitas vezes, ele acontece devido ao fator mais óbvio para a falta de dinheiro em um negócio: as vendas não vão bem.

Isso é comum, principalmente com pequenas e médias empresas, já que em muitos mercados elas precisam competir com gigantes e, mesmo que não seja o caso, a concorrência é quase sempre muito acirrada.

É necessário que você cheque exatamente o que está gerando prejuízo nas suas contas para poder tomar ações concretas que resolvam a situação. Se as vendas forem o problema, você precisa se perguntar: por que minha empresa não vende?

As razões podem ser várias. E todas elas têm solução:

O marketing está deficiente. Além de empreendedor, você é consumidor, então já deve ter reparado no seu próprio dia a dia como a oferta de praticamente qualquer tipo de produto é imensa.

Por isso, não basta que a sua empresa tenha o melhor produto do mercado, é necessário que ela conte isso ao público. Sem um marketing bem-feito (e isso serve para mídias digitais ou offline, dependendo da natureza do seu negócio), você é simplesmente ignorado pelo público.

Pode ser hora de revisar suas ações de marketing e levantar dados sobre quais têm gerado o melhor resultado;

  • Os vendedores não estão bem preparados. Vender não é tarefa fácil, especialmente se a sua empresa trabalha em um mercado de nicho. Se os profissionais que trabalham diretamente com isso não estiverem bem capacitados, todo o seu cuidado com o produto e até com o marketing pode ser colocado a perder! É necessário avaliar mais de perto cada profissional do seu time e entender quais os pontos fortes e fracos de cada um. E, claro, promover capacitação é sempre uma boa escolha;

  • Você não cumpre o que promete. Admitir as falhas da própria empresa é um processo importante para escapar do saldo negativo. Você está entregando os produtos no prazo? O atendimento ao cliente está satisfatório? Os produtos realmente cumprem o que é anunciado pelo marketing? O diagnóstico de questões como essas podem provar que sua empresa não está satisfazendo o que promete! Em uma situação assim, é preciso fazer uma análise profunda sobre os pontos em que você está falhando e planejar ações para consertar esses erros.

Por que há prejuízo na empresa?

Prejuízo significa basicamente que você deve mais do que recebe.

Por que isso está acontecendo?

Porque existe algum tipo de descontrole na empresa! Ele pode estar em diversas áreas e ser causado por vários motivos. Mais uma vez, é importante repetir: provavelmente, isso tem solução!

Veja alguns pontos que podem causar prejuízo à sua empresa, além das vendas insatisfatórias:

  1. Seu capital de giro está ruim. O capital de giro é a quantia de que você precisa para o negócio operar normalmente. Muitos empreendedores consideram esse valor uma mera reserva para tempos difíceis, mas eles estão muito enganados! Ter um capital de giro consistente é necessário em qualquer momento, já que ele é responsável por manter uma série de funções da empresa (como a folha de pagamento dos funcionários e a quitação de dívidas com os fornecedores). Capital de giro reduzido significa desequilíbrio na contabilidade — e, consequentemente, prejuízo;

  2. A contabilidade é desorganizada. A contabilidade é uma excelente guia para as decisões gerenciais de qualquer empresa. Mas, se ela não for realizada adequadamente, pode passar de solução a um grande problema. Dados financeiros equivocados ou falta de análise podem trazer complicações financeiras e até fiscais! Muitos empreendedores têm ótimo tino para os aspectos produtivos do negócio, mas falham ao lidar com a parte contábil. Nesse caso, pode ser o momento de contratar um especialista.

Qual é a importância do planejamento e da capacitação?

O planejamento é fundamental para todas as áreas da empresa. No campo das finanças, ele é especialmente relevante, já que elas envolvem diversos detalhes e, em diferentes medidas, afetam toda a empresa.

Planejar a contabilidade envolve checá-la periodicamente e traçar objetivos de curto e longo prazo. Se o capital de giro está baixo, por exemplo, ações que possam remediar essa situação precisam ser traçadas com a maior antecedência possível. Assim, todos os seus riscos e consequências sejam medidos com precisão.

A capacitação é outro fator chave para sair do saldo negativo. Isso vale para todos os profissionais. Como já apontamos, é válido para os vendedores, por exemplo, mas também é importante para o próprio gestor — que toma decisões mais inteligentes se entender com profundidade todos os aspectos do negócio.

Como conseguir capital de giro para melhorar a situação?

O capital de giro é indispensável para evitar o saldo negativo. Ele garante a sua capacidade de saldar dívidas e manter-se funcional. Alguns fatores podem aumentar a necessidade de capital de giro, e vários também estão relacionados com o saldo negativo, como o crescimento da inadimplência e a redução das vendas.

Se o seu capital de giro não estiver consistente, há formas de conseguir melhorá-lo:

  • Procure ajuda de especialistas. Um contador e um advogado competentes podem ser a solução para as suas questões financeiras e fiscais, e ajudam a entender o que pode ser alterado no gerenciamento para garantir mais capital de giro;

  • Adiante os recebíveis. Essa é uma escolha que precisa ser avaliada com cuidado, mas pode dar muito certo, se for executada com planejamento estratégico e controle financeiro. Ao adiantar os recebíveis, você recolhe mais cedo o dinheiro do crédito que devem à sua empresa. É uma alternativa sem muita burocracia;
  • Faça um empréstimo. Fazer um empréstimo empresarial ainda é cercado por mitos. Mas, como você vai descobrir no próximo tópico, é mais simples do que pode parecer à primeira vista!

Qual é a importância do empréstimo?

Em primeiro lugar, é interessante esclarecer que o empréstimo empresarial não é uma alternativa apenas para empresas que estão com saldo negativo: pode ser vantajoso para negócios em busca de mais crescimento!

Mas, em um momento de instabilidade econômica, ele torna-se ainda mais atraente! Um dos pontos mais importantes em que estar atento é se o empréstimo foi bem planejado. Ao contrário do que muitos empreendedores pensam, ele envolve pouquíssimos riscos, se for realizado estrategicamente.

E, o melhor: você já não depende dos bancos para conseguir um bom empréstimo para sua empresa! Existem vários tipos de empréstimo, e você já pode realizar o seu até online!

Ficou interessado? O primeiro passo para resolver seu saldo negativo e desenvolver a sua empresa ainda mais é manter-se sempre informado sobre o mundo das finanças! Estamos aqui para ajudá-lo! Além do blog, encontre a Biva nas redes sociais.

Escreva um comentário

Pin It