Ao solicitar um empréstimo poucas pessoas lêem com atenção o contrato e não notam taxas e encargos embutidos no cálculo da proposta de crédito. Por isso, é preciso ficar atento a três, principais, informações: taxas, prazos e juros.

Hoje, existem diversas instituições inovadoras, sem taxas e burocracias, com operações 100% on-line para a solicitação do empréstimo, elas são chamadas de fintechs, como é o caso da Biva.

Entenda como funciona o processo de empréstimo para empresas na Biva clicando aqui.

Além disso, na Biva, é possível fazer uma simulação, sem compromisso, com taxas a partir de 2% a.m., processo de aprovação rápido e sem não há necessidade de garantias (como, por exemplo, imóveis, carros, pagamentos antecipados, etc.).

Como dito no início do artigo, existem diversos encargos e taxas que podem ser incluídos no contrato sem que você perceba, porém, temos uma dica! Fique de olho no Custo Efetivo Total da operação (a demonstração é obrigatória nas transações de crédito). Nele, você encontra todos os custos presentes na sua proposta de crédito. Entenda mais sobre ele a seguir:

Custo Efetivo Total

O CET é o Custo Efetivo Total de um serviço, ou seja, ele corresponde ao índice que engloba todos os encargos, tributos, taxas e despesas que incidem em uma operação de crédito.

O principal componente de um empréstimo é a taxa de juros, contudo existem outros elementos que costumam elevar os valores pagos, como tarifas, tributos e prazos. Há também os custos referentes ao registro de contrato e outras despesas administrativas. A taxa final da operação que inclui esses fatores é o Custo Efetivo Total do empréstimo.

É interessante que você faça uma pesquisa entre as instituições que deseja solicitar um empréstimo. Compare os CET’s (com os mesmos valores e prazos de pagamento) pois, às vezes, uma instituição que cobra menos juros pode cobrar um valor operacional mais alto, portanto, leve todas as taxas em consideração e pesquise.

Vale ressaltar que, a demonstração do CET nas transações de crédito possui obrigatoriedade desde 2008, ano em que entrou em vigência a Resolução nº 3.517/2007 do Conselho Monetário Nacional (CMN) e do Banco Central do Brasil (Bacen).

Contudo, ela estipulava apenas o acréscimo do CET com uma taxa de juros em percentual. Desse modo, o cliente possuía acesso à taxa com a soma dos custos incluídos no empréstimo e à taxa efetiva de juros.

Em 2013, por meio do Plano Nacional de Consumo e Cidadania (Plandec), tornou-se obrigatório o detalhamento da composição dos custos envolvidos nas operações de crédito e de arrendamento financeiro tanto em percentuais, quanto em valores.

O Plandec foi instituído pelo Decreto n° 7.963, de 15 de março de 2013, sendo que a obrigatoriedade da divulgação detalhada do CET pode ser conferida na resolução nº 4.197.

Sendo assim, as instituições financeiras que atuam com crédito devem entregar ao consumidor o detalhamento do empréstimo solicitado. Nele, deve estar especificado o nome de cada despesa que será incluída na transação e sua correspondente porcentagem sobre a quantia total do crédito.

Dito isso,

Fique atento e não caia em golpes!

Desconfie se solicitarem algum tipo de pagamento ou depósito antecipado para análise ou concessão de crédito, principalmente, se a conta for em nome de pessoa física ao invés da conta da empresa.

Pesquise sobre a instituição na internet e, se ainda restar dúvidas sobre a veracidade da instituição, entre em contato com a mesma via canais oficiais (mídias sociais, telefone e/ou e-mail) antes da assinatura de qualquer contrato.

Dica final

Após a confirmação dos valores das parcelas e taxas, faça as contas!

Coloque na ponta do lápis e confira se a parcela do empréstimo vai caber no seu bolso, assim você não deixa de honrar com o compromisso firmado. O indicado é de que a parcela não ultrapasse 30% da sua renda/lucro líquido mensal.

 

Tem alguma outra dúvida? Deixe seu comentário abaixo que responderemos o mais breve possível.

Siga a Biva nas mídias sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram) para ficar por dentro das notícias sobre o mercado financeiro e empreendedorismo brasileiro.

Write A Comment

Pin It