O fim de ano é uma época que representa um ganho extra na renda pessoal. Para que você não gaste tudo sem se dar conta de onde foi parar o dinheiro, definimos algumas dicas que podem te auxiliar quando este momento chegar. Ou seja, quando o dinheiro estiver disponível na sua conta para uso.

A primeira dica e mais importante:

O melhor investimento é não ter dívidas! Após o planejamento, quite toda e qualquer dívida ou pendência que você tenha em aberto e lembre-se que, ao antecipar parcelas, seja ela qual for, a quantia é trazida a valor presente, ou seja, o comércio ou instituições te dará um “desconto” por conta da antecipação. 😉

Faça um planejamento!

A segunda dica é: com o que sobrar (caso tenha pago e/ou antecipado pendências), antes de fazer qualquer investimento, faça um planejamento de tudo o que você precisará gastar até o início do ano como, por exemplo, IPVA, viagem de férias, presentes de Natal e outros possíveis gastos fixos.
Caso tenha filhos (as), é importante lembrar da rematrícula da escola, uniforme, lista de material, etc.

Reserve esse dinheiro e pense em investir em algum título de renda fixa, de baixo risco, com liquidez diária. Desta forma, quando você precisar do dinheiro para pagar o que está dentro do seu planejamento poderá retirar, sem problemas, e garantirá a valorização da quantia investida 🙂

Quanto guardar?

Suas obrigações com dívidas e planejamento com demandas fixas de pagamento foram estipuladas e pagas. E agora? Quanto guardar?

Está na hora da terceira dica: definir quanto quer usar para lazer e quanto quer guardar. Costumamos dizer que cerca de 30% do valor restante é o ideal para guardar e investir, mas isso vai depender do objetivo e planos futuros de cada um 😉

Defina a quantia que deseja guardar de acordo com os seus objetivos.

É importante que utilize parte deste dinheiro em lazer, afinal, trabalhamos 8 horas, ou às vezes até mais, para isso, não é mesmo? 🙂

Pronto! Você tem a sua reserva!

A partir dos seus objetivos e da quantia definida, é possível definir onde investir. Ou seja, de acordo com o seu histórico financeiro e suas expectativas para o futuro desta reserva. Pense no todo e o divida de acordo com os seus sonhos e prazos.

Lembre-se de entender qual é a sua tolerância ao risco, ou seja, seu perfil de investidor e avaliar a rentabilidade x risco do investimento.

Escolha o investimento mais adequado

É importante ressaltar que não existe o “investimento perfeito”, ok? 😉
Busque o investimento que atende às suas necessidades e expectativas.

Ops! Não sabe como começar a investir?

Confira as principais dicas no nosso artigo: tudo o que você precisa saber para começar a investir. 😉

Já sabe qual é o seu perfil de investidor? Então continue lendo!

Os investimentos irão variar de acordo com seu perfil de investidor, confira alguns dos nossos artigos com dicas de investimento para cada perfil:

 

Perfil Conservador:


Perfil Moderado:


Perfil Agressivo:

 

(clique no banner para obter mais informações)

 

Tem alguma dúvida sobre como começar a investir? Deixe nos comentários! 😉💙

Acompanhe nossas mídias sociais e fique por dentro das principais notícias do mercado financeiro: Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram.  

 

Write A Comment

Pin It