O primeiro passo para se tornar um investidor é entender qual é a sua tolerância ao assumir riscos, ou seja, seu perfil de investidor para escolher o investimento que mais se adequa à você e aos seus objetivos.

Se você ainda não sabe qual é o seu perfil, descubra agora quais são os três perfis e as características de cada um aqui.

Os brasileiros, no geral, se enquadram no perfil conservador, não é à toa que a poupança é a mais utilizada para aqueles que querem guardar dinheiro e fazer planos para o futuro.

Quando o investidor, acostumado a colocar na poupança, ou seja, conservador, estuda e começa a conhecer novos modelos a fim de diversificar sua carteira e que tenham uma maior rentabilidade, eles se identificam com o perfil moderado.

Perfil Moderado

O perfil de investidor moderado ainda preza por segurança na hora de investir e tem pouca tolerância ao risco, ou seja, prefere não correr nenhum risco de perda do capital. Ainda assim, a diversidade da carteira de investimentos é maior e é composta por investimentos de renda fixa e variável e, em alguns momentos, arrisca um investimento de longo prazo com uma maior rentabilidade.

Características do perfil moderado

Conforme citado acima, as principais características de um investidor com o perfil moderado são:

  •  Liquidez de médio a longo prazo;
  • Risco baixo;
  • Diversificação da carteira.

Objetivos do perfil moderado

Os objetivos podem variar, porém, há alguns que são mais comuns – levando em consideração o prazo e risco dos investimentos adequados para o perfil, são eles:

  • Casamento;
  • Viagem;
  • Troca de carro;
  • Faculdade dos filhos.

Modelos de investimento

O segredo para diversificar sua carteira, e que é uma das determinantes para definir o perfil de investidor,  é a proporção destinada à cada modelo investimento.
Vamos aos principais e mais comuns modelos de investimento para perfil moderado:

Renda Fixa

O investimento em Renda Fixa são os já feitos e conhecidos para aqueles com  perfil conservador, cujo retorno é mais previsível, como CDB, LCI, LCA, Tesouro Selic e fundo DI.

Fundos Multimercado

O Fundo Multimercado é uma categoria com política de investimentos determinada a mesclar aplicações de vários mercados, como renda fixa, ações, câmbio, etc.

Existem diversas estratégias ou formas de alocação de ativos; Veja, a seguir, a Nova Classificação de Fundos da Anbima.

Vale ressaltar que, além de entender e definir o seu perfil de investidor, antes de de escolher um investimento que atenda às suas expectativas, é importantíssimo que você pesquise e estude outras variáveis como o seu momento de vida, objetivo, período de investimento e capital disponível.

Estudar traz confiança para enfrentar instabilidades do mercado financeiro.

 

Caso ainda esteja com dúvidas ao escolher o seu investimento, confira nosso artigo com  tudo o que você precisa saber para começar a investir ou comente aqui embaixo 😉

Gostou do artigo? Compartilhe nas mídias sociais 🙂
Aproveite e nos siga no Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram para ficar por dentro de todas as novidades do mercado financeiro.

Write A Comment

Pin It