Fórum contou com presença de players como IBM, Petrobras, Coca-Cola, Biva e Banco Neon

Blockchain

Representação de Blockchain

O evento

A Biva foi convidada a participar do Fórum de Inovação da Fundação Dom Cabral em parceria com a Endeavor e outras grandes empresas do Brasil.

Ao lado de companhias consagradas como IBM, HP, Algar Telecom, Nestlé, Petrobras, Coca-Cola, além de empresas super inovadoras como o Banco Neon, a Biva debateu sobre como as grandes empresas podem adotar os modelos de gestão e ferramentas utilizadas pelas Fintechs para aumentarem sua eficiência operacional.

O uso das tecnologias debatidas, como o blockchain, permitem a mitigação de riscos operacionais e implementação de procedimentos que garantam uma maior transparência e segurança aos usuários.

Outras empresas participantes do evento:

Empresas participantes

Empresas participantes

Assim, em um ambiente altamente democrático e aberto à discussões, empresas consolidadas e tradicionais debateram com empresas inovadoras e mais jovens sobre diversas mudanças que vêm ocorrendo nas indústrias e como criar soluções que tragam mais eficiência, segurança e transparência aos clientes.

E quem sai ganhando com isso? Os clientes de todas as empresas que devem ser cada vez mais valorizados e bem servidos!

Muitos de nossos investidores e clientes nos perguntam sobre as eventuais aplicações da tecnologia blockchain ao mercado financeiro brasileiro. Pensando nisso, preparamos uma breve explicação sobre o que é blockchain e como enxergamos o uso dessa ferramenta no que fazemos na Biva!

O que é Blockchain?

Apesar de ser algo bastante complexo e inovador, a tecnologia Blockchain pode ser entendida como a utilização de bancos de dados públicos e descentralizados para registro cronológico, sequencial e incorruptível de eventos ou transações, de modo a resguardar os dados digitais ou transações de maneira inviolável, criptografada e ultra segura.

Assim, embora os usuários da tecnologia até consigam acessar, inspecionar e adicionar novos dados, ninguém consegue alterar os dados existentes e previamente incluídos no sistema. A informação original será mantida em milhares de bancos de dados autônomos e paralelos, deixando um registro confiável de informações ou transações.

Sua aplicação prática vem sendo muito difundida através do Bitcoin, justamente por que o uso da tecnologia blockchain confere enorme segurança ao modelo, bem como adiciona fatores econômicos para incrementar ainda mais sua segurança, na medida em que gera desincentivos econômicos às próprias tentativas de corrupção do sistema.

Assim, resumindo, o Blockchain é uma tecnologia nova que possibilita uma maneira descentralizada, transparente, segura e pouco custosa, de se registrar todo tipo de evento e transações, como movimentações financeiras, entregas de insumos em sistema logístico de fornecedores ou mesmo o registro de compra e venda de um bem.

Como indústrias consolidadas podem se beneficiar do uso do blockchain?

• Evitar fraudes, assegurando maior acurácia em dados utilizados;

• Registro de quantidades exatas de transferências dos produtos entre cada etapa da cadeia de suprimento;

• Rastrear compras, notificações de entrega ou qualquer outra informação relativa a uma transação;

• Verificar a autenticidade do produto que está comprando: como por exemplo se o produto é orgânico mesmo ou se é transgênico;

• Compartilhar informações do processo de montagem, entrega, e manutenção de produtos com seus clientes e vendedores;

• Assegurar maior transparência a clientes e marcas que podem registrar suas transações em vários lugares ao mesmo tempo;

• Reduzir custos e gerar maior eficiência no registro de informações de transações;

• Aumentar a segurança dos bancos de dados.

Biva no evento

Paulo David, co-fundador da Biva, palestra no evento

E o Mercado Financeiro?

Você já parou para pensar onde ficam registradas as informações das suas transações bancárias? Pois é, todas as informações ficam centralizadas no banco de dados do seu banco, com servidores espalhados pelo país.

Ou seja, para evitar que alguém hackeie a própria conta-corrente e altere o saldo disponível, as instituições financeiras gastam em torno de R$ 20 bilhões por ano (Febraban). Com a implementação do Blockchain neste caso, os bancos economizariam uma boa parte deste dinheiro e nossas tarifas bancárias seriam muito menores, corretos? Todos sairiam ganhando.

E a Biva, está fazendo algo a respeito deste movimento inovador?

Sim, como nossos clientes sabem; o que mais prezamos aqui na Biva é transparência e segurança de dados. Assim sendo, nós recentemente iniciamos testes para que todos os contratos celebrados por meio da nossa plataforma sejam incorruptíveis e imutáveis a partir de “timestamp” gravada na blockchain.

Timestamp consiste numa sequência de caracteres ou informações codificadas que identificam quando ocorreu determinado evento, como a celebração de um contrato por exemplo. Essa solução indica a data e hora exatos em que ocorreu determinado evento com extrema precisão (na casa de frações de segundo) e confiabilidade.